http://www.topblog.com.br/2010/index.php?pg=Login

sábado, 6 de novembro de 2010

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

terça-feira, 31 de agosto de 2010

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Agenda de Shows



SAMBA NA CABEÇA - Participação de Zé Arnaldo Guima e Rui de Carvalho

DIA 1 DE SETEMBRO – Quarta-feira de 12 às 13 horas

SHOW na PUC Rio - Rua Marquês de São Vicente, 225
DIA 25 DE SETEMBRO – Sábado a partir das 22 horas

Memórias do Rio na Lapa - Rua Gomes Freire, 289, quase na esquina com rua do Senado

EM SETEMBRO – Duas apresentações no Asa Branca na Lapa – Datas a serem confirmadas

Av. Mem de Sá, 17 – Lapa

BAR PETIT PAULETTE – Roda de samba todas as quartas-feiras de setembro às 20h

Rua Barão de Iguatemi, 408 – Praça da Bandeira

DIA 2 DE DEZEMBRO – Quinta-feira às 19 horas

Centro Municipal de Referência da Música Carioca – Abertura das comemorações a Noel Rosa - Grupo Samba na Cabeça, Rui de Carvalho e Camerata Tocante do Instituto Tocando em Você - Rua Conde de Bonfim, 824 - Tijuca (esq. com rua Garibaldi) - Classificação: Livre - Tel: 3238-3831 - Ingresso: 10,00 - Meia: 5,00 - Ingresso promocional para grupos acima de dez pessoas com compra antecipada: 5,00

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Show no Memórias do Rio


O Samba na Cabeça e Rui de Carvalho voltam a tocar seu repertório de choros e sambas clássicos neste sábado, dia 14 de agosto, a partir das 22h, no Memórias do Rio, que fica na rua Gomes Freire, 289, quase na esquina com rua do Senado. Apareça para prestigiar este evento cujas imagens aparecerão no DVD do grupo, a ser lançado em breve.

domingo, 8 de agosto de 2010

terça-feira, 20 de julho de 2010

Amizade

"AMIZADE" DE WALTER QUEIROZ

Nós os amigos do peito
Somos um bando sem jeito
Que vive a se assaltar
Tomando afeto na raça
Provando a mesma cachaça
Temendo a noite acabar

Nossos maiores defeitos
São escondidos de um jeito
Que até parecem nenhum
Mas como são importantes
Para conversas gigantes
Nas costas de cada um

Nós os amigos do peito
Somos um time perfeito
Que só joga pra ganhar
Mas quantas vezes a gente
Suou, rasgou a camisa
Antes do jogo acabar

Nós os amigos do peito
Nos amamos como um vício
Que ninguém pode curar
E quando a gente se encontrar
Até Deus sem se dar conta
Senta com a gente no bar

terça-feira, 8 de junho de 2010

Entrevista na Rádio Bandeirantes 1360 AM com Rui de Carvalho

Hoje, dia 8 de junho (terça-feira), darei uma entrevista na Rádio Bandeirantes AM - Programa da Neise Ventura às 16 horas. Um Cd será sorteado aos ouvintes e falarei sobre nossos shows e do poeta da Vila e cantarei Noel Rosa.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Boteco ou Botequim?

Botequim na década de 30

Boteco ou botequim são termos oriundos do português de Portugal botica, e do espanhol da Espanha bodega, que por sua vez derivam do grego apothéke, que significa depósito.

Em Portugal a botica era um depósito, ou loja onde se vendiam mantimentos e miudezas, mesmo significado se atribui à bodega espanhola.

No Brasil, o boteco ou botequim ficou tradicionalmente conhecido como lugar de encontro entre "boêmios", onde se procura uma boa bebida, petiscos baratos e uma boa conversa sem compromisso.

Na cidade do Rio de Janeiro, os pequenos "botequins" também são conhecidos como "caipirinha" ou "pé-sujo".

Em Belo Horizonte, nacionalmente conhecida como a "capital nacional do boteco", existem cerca de 12 000 estabelecimentos, mais bares per capita do que qualquer outra grande cidade do Brasil. O lazer da cidade ocorre em seus milhares de restaurantes, bares e botecos. Ainda em Belo Horizonte utiliza-se frequentemente a expressão "boteco-copo-sujo", que é uma derivação do gênero "boteco", para definição do nível de desmazelo do estabelecimento. Dentre as iguarias peculiares destes estabelecimentos, podemos citar o tradicional fígado acebolado, o chouriço apimentado ou o jiló frito acompanhados pela cerveja, o chope, o vinho ou a famosa cachaçaComida di Buteco e foi criado em 1999 pelo gastrônomo Eduardo Maya. mineira. Já existe até uma famosa e concorrida disputa entre os botecos para eleger quem possui a melhor e mais tradicional comida de boteco. Este festival chama-se Comida di Buteco e foi criado em 1999 pelo gastrônomo Eduardo Maya.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Boteco

"A cor amarela"

sábado, 29 de maio de 2010

Poesia Botequim de Diana Balis


BOTEQUIM


Manejo de pratos

Laços fartos

Cachaça com limão

Samba canção

Saudade dos amassos


Rio de Janeiro, 29 de maio de 2010

sexta-feira, 28 de maio de 2010

No Velho Bar - Walter Queiroz e Marciso Pena

Novos colaboradores do Botequim, Walter Queiroz e Marciso Pena - Foto no restaurante Degrau, no Leblon, em 1978 época onde nasceu esse belo samba

NO VELHO BAR

(Marciso Pena e Walter Queiroz)

Toda tristeza parece

que começou nesse bar

aqui meu primeiro samba

contando pra ela

que a noite é um mar

onde a saudade se afoga

mas nunca revoga

o tormento de amar


Os copos na mesa

marcando a tristeza

de um samba novinho

e o bêbado Arlindo

dizendo: eu não posso

viver mais sozinho

e desce mais uma

que a gente se a pluma

beber é sonhar


Na mesma caixinha

que eu repenicava

tirando o meu sarro

agora só serve para acender

esse triste cigarro

meu deus tudo passa

Maria, meu samba

sumiu na fumaça

Maravilha de Ney Lopes "Tempo de Dondon"

TEMPO DE DONDON

Composição: Nei Lopes


No tempo que Dondon jogava no Andaraí
Nossa vida era mais simples de viver
Não tinha tanto miserê, nem tinha tanto tititi
No tempo que Dondon jogava no Andaraí
No tempo que Dondon jogava no Andaraí


Propaganda era reclame e ambulância era dona assistência
Mancada era um baita vexame e pornografia era só saliência
Sutiã chamava-se porta-seios, revista pequena gibi,
No tempo que Dondon jogava no Andaraí
No tempo que Dondon jogava no Andaraí

Rock se chamava fox, e tiéti era moça fanática
O que hoje se diz que é xerox, chamava-se então de cópia fotostática


Motorista era sempre chofer, cachaça era Parati,
No tempo que Dondon jogava no Andaraí
No tempo que Dondon jogava no Andaraí

22 era demente, minha casa era meu bangalô
PATAMO era socorro urgente, todo cana dura era investigador
Malandro esticava o cabelo, mulher fazia misampli,
No tempo que Dondon jogava no Andaraí
No tempo que Dondon jogava no Andaraí

Hortifruti era quitanda, jeans era só calça Lee, diz aí:
No tempo que Dondon jogava no Andaraí
No tempo que Dondon jogavano Andaraí
Loteria era contravenção, muleque pequeno guri, segue por ai
No tempo que Dondon jogava no Andaraí
No tempo que Dondon jogava no Andaraí

quarta-feira, 26 de maio de 2010

"Tendinha pra ser Tendinha tem que vender mortadela" (Gelcy do Cavaco)

A charge de Berreldi passa exatamente o clima do verdadeiro samba carioca! Peço a liberdade ao meu amigo Berreldi de, com essa charge, homenagear um grande carioca, sambista e compositor que já se foi: Gelcy do Cavaco autor de "Tendinha". (Rui de Carvalho)

Berreldi e seu baixo tirando de letra no Botequim

Berreldi por ele mesmo curtindo um som. Além de excelente músico, Berreldi manda muito bem como caricaturista do cotidiano! O Conversa de Botequim começa com um colaborador de peso que além do seu bom traço, vai nos contar histórias hilariantes sobre a noite carioca. (Rui de Carvalho)


terça-feira, 25 de maio de 2010

Pela internet - Zé Arnaldo Guima

Papo de bebum

Um bebum lá no boteco da esquina da minha casa mandou essa: “Meu chapa, levei uma mina prum BAILE DA TERCEIRA IDADE. Chegando lá notei que o pessoal tava mais FESTIVO do que nunca. Quando olhei pro lado levaram a minha mina, morou! Ai eu pensei, que porra é essa de terceira idade? Ou você tá VIVO ou MORTO, não é colega! Tô pensando em inaugurar o BAILE DO CEMITÉRIO, só pro pessoal pra lá de Marrakeche, pra vê se deixam minha mina em paz”